Roteiro Rural

duração: Extenso, realizar em mais de um dia
distância: 67km
público: Todas as idades
dificuldade: Médio - Motorizado

sobre o roteiro:

O município de Campinas tem 795,35 km², onde 50,54 % deste 
território é rural, segundo informações da Secretaria Municipal de 
Planejamento e Desenvolvimento Urbano, e é utilizado na produção 
de frutas, legumes e café de excelência. Essa Campinas rural 
conserva importantes elementos socioculturais que foram decisivos 
para o seu desenvolvimento e que permanecem presentes no nosso 
dia a dia. Neste território, que muitas vezes é reconhecido pelo 
intenso desenvolvimento urbano, reconhecemos vários recantos 
onde podemos desfrutar da tranquilidade, da culinária, de hábitos e 
de costumes típicos das áreas rurais.

neste roteiro:

1. Fazenda Santa Maria

Fazenda Santa Maria

"A Fazenda Santa Maria, localizada no interior do distrito de 
Joaquim Egídio, foi fundada em 1830 no auge da produção 
cafeeira na região. Seu rico conjunto arquitetônico é composto 
pela casa sede, capela e diversas instalações, que se encontram 
em ótimo estado de conservação. Atualmente, a Fazenda Santa 
Maria produz licor de jabuticaba e oferece aos visitantes a 
oportunidade de conhecer o processo de produção da bebida. 
Na temporada da fruta, acontece o “pague e colha” no pomar de 
jabuticaba. As visitas podem ser feitas mediante agendamento e 
disponibilidade de datas."

2. Parque Linear Ribeirão Das Cabras

Parque Linear Ribeirão Das Cabras

Também conhecido como Caminho do Bonde, a trilha recupera o percurso da Cabrita, nome dado à Maria-Fumaça do antigo Ramal Férreo Campineiro, que mais tarde virou bonde. O percurso possui uma extensão total de 6 km, é relativamente plano e permite ao caminhante conhecer relíquias das antigas instalações da ferrovia, como a Ponte Metálica sobre o Rio Atibaia. É uma trilha leve indicada para a família que gosta de caminhar, pedalar ou cavalgar. A trilha integra os núcleos urbanos dos dois distritos e está dividida em três trechos principais: 
entrada de Sousas até a ponte metálica; 
da ponte metálica até a entrada de Joaquim Egídio; 
de Joaquim Egídio até a Estação Ambiental, no próprio distrito. 
Neste último trecho, são proibidas a entrada e a circulação de veículos.

3. Park de Aventura - Fazenda Belmonte

Park de Aventura - Fazenda Belmonte

O Park de Aventura, está localizado dentro da Fazenda Belmonte, em Sousas, é um local  agradável para passar o dia todo com a família, usufruindo da natureza e do clima de fazenda, com várias atividades ao ar livre. 
O espaço possui uma mini fazenda com diversos animais, várias atrações para crianças, com brinquedos infláveis, casa na árvore, mini arvorismo, mini tirolesa, passeio de pônei, charrete, brinquedo orbital, big trampolim, além de mesas para piquenique e redário. 
Aberto ao público aos sábados, domingos e feriados, sem necessidade de agendamento. Também funciona como espaço para festas de aniversários e outros eventos. Nesse caso, é necessário fazer a reserva. 
O Park também é aberto para piqueniques, as famílias podem levar sua própria alimentação. A entrada é gratuita, apenas as atividades são pagas.

4. Fazenda Monte D´Este (Tozan)

Fazenda Monte D´Este (Tozan)

"Em outro extremo da cidade, na estrada que liga Campinas a Mogi
Mirim, a Fazenda Tozan, antiga Fazenda Ponte Alta, foi adquirida
em 1927 pela família Iwasaki, fundadora do grupo Mitsubishi,
atraídos pelo desenvolvimento e tecnologia já existentes em
Campinas e pela grande concentração de fazendas cafeeiras
na região. É uma propriedade histórica preservada, recebe os
visitantes para um passeio de duas horas, que começa coma
degustação de cafezinho e água da fazenda, passando pelo museu
histórico e roteiros temáticos pelos jardins da sede. Apresenta de
forma pedagógica a cultura cafeeira e a expansão histórica do café
pelo mundo sua entrada no Brasil até o atual sistema de produção
da Fazenda Tozan, antiga senzala, mirante e viveiro, entre outros
espaços. O enfoque do passeio é a história da produção de café.
A Tozan continua em funcionamento e ainda cultiva café e milho."

Visitas mediante a agendamento. 
Roteiro acompanhado por guia cultural.
Duração : 2h30 à 3h00
"Atendemos em qualquer dia da semana, desde que agendado com antecedência."

5. Sítio do "Seo" Otacílio

Sítio do "Seo" Otacílio

"Fundado pelo “Seo” Otacílio há mais de 20 anos, o rancho, que 
leva o nome do criador, era conhecido por sua pequena arena 
de rodeio onde eram feitas montarias em bois com os peões das 
fazendas vizinhas. Ficou conhecido também pelo acolhimento 
caloroso do fundador e sua família. Atualmente, o Sítio do 
“Seo” Otacilio serve deliciosas porções de petiscos e refeições, 
acompanhados de música ao vivo nos fins de semana. No local 
não faltam animais como patos, gansos, galinhas, ovelhas, 
bovinos, gatos, cachorros e cavalos, todos em perfeita harmonia. 
E para completar, existe também o serviço de baias equinas 
administrada pela domadora Olga Pinheiro."

Horário de funcionamento Sábado e Domingos a partir das 10h

6. Sítio São José

Sítio São José

"O Sítio São José, localizado no bairro rural Fogueteiro, foi um dos 
pioneiros em abrir a propriedade para o turismo na região de 
Campinas. A família Abacherly, de origem suíça, cultiva milho, 
uva, morango hortaliças e cria vários animais. Na propriedade, 
o visitante pode experimentar a autêntica culinária rural e 
desfrutar de diversas opções de lazer que o sítio oferece, tais como 
passeios a cavalo, pesca, caminhada na trilha, “pague e colha de 
frutas” e visitar as diversas culturas. No sítio existe também uma 
réplica das antigas “vendas rurais” onde é servido almoço e são 
comercializados produtos rurais direto do produtor. A entrada no 
Sítio São José é gratuita, o visitante só vai pagar o que consumir."

7. Fazenda Espírito Santo

Fazenda Espírito Santo

8. Fazenda Santa Elisa - Instituto Agronômico de Campinas (IAC)

Fazenda Santa Elisa - Instituto Agronômico de Campinas (IAC)

“Fazenda Santa Elisa”, tem 692 hectares e 14 km de divisas. O espaço total é dividido em três áreas distintas: agrícola, urbanizada e ambiental.
Área agrícola: ocupando 55% da fazenda é destinada à experimentação e produção de sementes melhoradas. O solo, de diversos tipos, é altamente fértil, produtivo e adequado para o cultivo de plantas anuais e perenes, de clima tropical, subtropical e temperado.
Área urbanizada: ocupa 10% da unidade com sete centros de pesquisa (Café, Grãos e Fibras, Horticultura, Solos, Ecofisiologia e Biofísica, Fitossanidade e Recursos Genéticos Vegetais), outras unidades de infraestrutura (subfrota, pátio de máquinas agrícolas e armazéns) e o Centro de Convivência Infantil. Os prédios de pesquisa e administração, laboratórios e estufas são rodeados por bosques, gramados e coleções raras de plantas nativas e exóticas.
Área ambiental: ocupa 35% da fazenda com áreas ciliares, cerrados, várzeas, Mata Santa Elisa, nascentes, córregos e represas. As primeiras águas do Ribeirão Quilombo, afluente do rio Piracicaba, nascem nessa área ambiental.

9. Fazenda Pau D´Alho

Fazenda Pau D´Alho

"A Fazenda Pau d'Alho é uma antiga propriedade rural da região de Campinas, localizada no quilômetro 118,5 da Rodovia Campinas-Mogi-Mirim (SP-340), antiga "Estrada de Goiás".
Em 2010 iniciou-se um programa de visitas de escolas, com grupos de atores apresentando a história da fazenda, com aspectos da edificação e ecologia.
A propriedade reúne cerca de sete mil metros de pátios, jardins, capela e antigas senzalas. Não conserva mobiliário de época. Se transformou em um local comercial de eventos diversos, pelos posteriores proprietários, até o ano de 2011."

-

conheça nossos parceiros para este roteiro:

Agências de Turismo Receptivo

Guias