Catedral Metropolitana

História
"Dedicada à Nossa Senhora da Conceição, padroeira de Campinas, a catedral começou a ser construída a partir de 1807, mas foi terminada somente em 1883. Com interior no estilo barroco e fachada neoclássica, a Catedral Metropolitana, tombada em 1988, é o maior edifício do mundo construído em taipa de pilão, com 4 mil metros quadrados. Seu altar-mor, foi feito pelo escultor baiano Vitorino dos Anjos em cedro vermelho, com entalhes que representam períodos do barroco e rococó. A nave foi realizada por Bernardino Sena. A fachada, de Cristóvão Bonini, foi concluída por Ramos de Azevedo. Com público diário que chega a 3 mil pessoas, atualmente, o templo católico passa por processo de restauro, mas permanece aberto e com a programação normal de missas. A fachada já foi recuperada e recebeu pintura na cor original amarelo ocre."

Dicas e Curiosidades

Cripta:
"Localizada no subsolo, a cripta fica aberta para visitação pública das 8h às 11h e das 14h às 17h, de segunda a sexta-feira. Desde 1920, sete bispos foram sepultados no local: Dom João Batista Correa Nery (1863-1920), Dom Francisco de Campos Barreto (1877-1941), Dom Joaquim Mamede da Silva Leite (1876-1947), Dom Joaquim José Vieira (1836-1917), Dom Paulo de Tarso Campos (1895-1958), Dom Antônio Maria Alves de Siqueira (1906-1993) e Dom Bruno Gamberini (1950-2011)."

Altar-mor:
Demorou nove anos para ser esculpido. Seus ornamentos são extremamente trabalhados e ricos em detalhes, representando importante exemplar brasileiro do estilo barroco/rococó, lapidado pelo renomado artista baiano Vitoriano dos Anjos, entre outros.

Órgão de tubos:

O órgão de tubos da Catedral foi fabricado na França por Aristides Cavaillé-Coll, em 1883, recentemente recuperado conta com apresentações.

Os Sinos da Catedral 
Badalam todos os dias do ano, desde 1883. Acionados pelo mecanismo do relógio fabricado em 1880, agora, só badalam durante o dia. Os moradores da região central da cidade pediram silêncio à noite. Mas a partir das 6h os sinos anunciam a alvorada e marcam o tempo em intervalos de 15, 30 e 60 minutos.

No interior do templo, há movelaria antiga composta de peças trabalhadas em madeiras, cadeiras austríacas, trono episcopal, crucifixo, lustres, candelabros de prata e sacristia. Acima da porta principal, cinco vitrais contam passagens da vida de Nossa Senhora e, por toda a lateral, avistam-se painéis retratando a Via Sacra.
As paredes foram piladas por mão de obra escrava utilizando o método de taipa de pilão, técnica de construção tradicional dominante no século XIX em todo território paulista. Sua história está intrinsecamente associada à constituição urbana de Campinas e ao seu desenvolvimento ao longo de todo o século XIX, registrando o período cafeeiro e o novo patamar de poder que ali se instalou na excelência de sua arquitetura.
 Há missas todos os dias na catedral: de segunda a sexta-feira, às 7h, 12h15 e às 18h15; aos sábados às 7h, 12h15 e às 18h30 e aos domingos às 7h30, 9h30, 11h30, 17h e às 19h.

Informações

Local:
Praça José Bonifácio, s/n - Centro, Campinas - SP, 13010-190

Site/Blog:
http://arquidiocesecampinas.com/location/catedral-paroquia-nossa-senhora-da-conceicao/
Telefone:
(19) 3231-2085
Categorias
Lazer e Entretenimento
Roteiros:
As Sete Maravilhas de Campinas