Museu da Imagem e do Som - MIS



 

Nome popular: Palácio dos Azulejos
Identificação Original: Residência dos Ferreira Penteado

História:

O edifício foi construído em 1878 a mando de Joaquim Ferreira Penteado, Barão de Itatiba, inicialmente em taipa de pilão, técnica construtiva da época e concluída com uma nova tecnologia nascente, a alvenaria em tijolo. Por ser o período áureo do café a casa recebeu o que havia de mais elegante nos revestimentos, tanto internos quanto externos como: mármores, pinturas, lustres, metais e diversos elementos decorativos.
O imóvel localizado nas esquinas das Ruas Regente Feijó com Ferreira Penteado recebe ao lado no mesmo momento a construção de outra residência, com frente para a Rua Regente Feijó, a mando do Tenente Coronel Antonio Carlos Pacheco e Silva (genro do Barão). As duas residências apresentam fachadas revestidas integralmente de azulejos, janelas no piso inferior e portas para uma única sacada no piso superior, além de salões de visita e jantar que se destacaram pela riqueza e ostentação. 
Também conhecido como “Sobrado do Ferreira Velho” a casa da esquina foi comprada a preço simbólico pela Prefeitura de Campinas em 1908 e a casa geminada em 1917. O imóvel passou por várias reformas, porém somente entre os anos de 1935/1936 que ocorreu a unificação interna. 
Com a inauguração do novo Paço Municipal em 1968, a antiga casa abrigou o Departamento de Águas e Esgoto - DAE, e posteriormente na década de 1970 passa a sediar a Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A (SANASA), que lá permaneceu até 1996. 
Após a retirada da SANASA o local recebe outros setores da Prefeitura como a Coordenadoria Setorial do Patrimônio Cultural, CSPC, órgão técnico de apoio ao CONDEPACC, um dos Departamentos do Museu da Cidade e o Museu da Imagem e do Som (MIS), único setor que lá permanece até os dias atuais (2019). 
Dada a sua grande importância histórica, cultural e arquitetônica o imóvel foi tombado pelos três órgãos de preservação nacionais. Em 1967 pelo federal IPHAN- Instituto do Patrimônio Histórico Nacional, em 1981 pelo estadual CONDEPHAAT e em 1988 pelo municipal CONDEPACC.
Hoje o Museu da Imagem e do Som de Campinas agrega funções educativas (com cursos gratuitos), e de lazer cultural, sendo um valioso ponto de debates e palestras, além de ser o último cineclube no centro da cidade de Campinas, é uma instituição que desde sua criação vem preservando e difundindo um importante acervo de memória audiovisual da cidade de Campinas, com centenas de equipamentos de produção e reprodução de imagens e sons. Abrangendo áreas de Vídeo e Áudio, Fotografia, Música, Cinema, Objetos Tecnológicos e Educação Patrimonial, acompanha a tendência geral que os museus ocupam atualmente na sociedade, que é a de atuar como microcosmo social e possibilitar conhecimento à sociedade por meio da valorização de múltiplas atividades. 
   
Processo de Tombamento Nº 004/1988 – CONDEPACC

Henrique Anunziata Historiador/CSPC/SMC/PMC

Cineclube: conferir programação no Portal Cultura

Local:
Palácio dos Azulejos - Rua Regente Feijó, 859 Centro
Horário de funcionamento:

# Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
Abre

Fechado

10:00
10:00
10:00
10:00
10:00

Fechado

Fecha

Fechado

18:00
18:00
18:00
18:00
15:00

Fechado

Site/Blog:
http://www.campinas.sp.gov.br/governo/cultura/museus/mis/index.php?idMuseu=6&sigla=MIS
Email:
mis@campinas.sp.gov.br
Telefone:
(19) 3733-8800
Categorias
Lazer e Entretenimento